domingo, 21 de abril de 2013

Comidas pra vestir (WEARABLE FOODS by SUNG YEOUNI)



                                                Vestido de alho poró


                                                    
Aparentemente os vestidos deslumbrantes da artista sul coreana Sung Yeonju parecem reais, pra usar mesmo. Um olhar mais atento nos diz algo mais sobre eles, feitos de matéria estranha ao mundo dos têxteis. Quanto mais admiramos mais descobertas fazemos a respeito do trabalho da artista. As roupas são feitas de comida. Vegetais, legumes, frutas, camarão e outros tipos de alimentos.
A artista começou sua pesquisa com um trabalho chamado Wearable Foods (Comidas para vestir).
Ela pesquisa os materiais exaustivamente nas feiras e supermercados. Cria e constrói as vestimentas no seu atelier, fotografa-os e joga tudo fora. O que resta como trabalho para seus expectadores são as fotos. Isso faz toda a diferença. O trabalho passa a existir num plano fictício tendo a foto apenas como a prova do objeto criado. O link entre ficção e realidade é estabelecido criando a conexão entre o possível e o imaginável.
 
“a fotografia tem o poder de nos fazer acreditar...ainda assim meu trabalho é uma ilusão”.

Seu trabalho se situa na fronteira entre a realidade e a ficção, o mundo físico e a abstração, fala de coisas que perderam sua essência.

As roupas que saem de dentro do mundo imaginário da artista ganham vida e corpo físico, mas com o passar do tempo vão se decompor.

Ela transgride o sentido do vestir e sua função, da comida e do desejo.

São objetos que não cumprem com a função a que se propõe. Roupas que não se pode usar, feitas com material deteriorável. Comida que não se pode comer. Um paradoxo e uma contradição.
A proposta da artista destrói a essência do significado do vestir, os aspectos sobre o que a roupa significa em nossas vidas. As imagens mexem com nossos desejos mais fundamentais de comer (sobrevivência) e de vestir (proteção/função). A mistura entre os dois conceitos e suas funções não atendidas causam a princípio um estranhamento, mas vão mais longe nos fazendo refletir sobre as questões que levanta. Um desafio para o espectador.
Uma provocação.
Uma segunda leitura pode também passar pelo trabalho da artista: os vestidos são objetos do desejo feminino. A questão da impermanência da beleza, da passagem do tempo e da efemeridade.

A artista se diz ser fascinada pela fotografia porque permite a ela experenciar outros tipos de mundo que são totalmente diferentes do mundo real que vivemos.

“...embora nós possamos manipular infinitamente a fotografia, elas são baseadas na realidade - mas ela nos dá a oportunidade de ver o mundo de modos diferentes.”



*todos os direitos das imagens pertencem a artista Sung Yeouni;
*all the image's copyright  belong to the artist Sung Yeouni;





                                                       Banana Dress






                                                            Vestido de cogumelos
                                                     




Vestido de beringela




 


Vestido de chicletes





Vestido de tomates